Imagem capa - Amamentação prolongada sim! por Wanessa Pickler
Oi, vamos conversar?

Amamentação prolongada sim!



Essa semana estamos comemorando a "Semana Mundial do Aleitamento Materno".

As atividades que ocorrerão nessa semana, tem como objetivo mostrar a importância da sociedade, em especial dos médicos e outros profissionais da saúde, de “trabalhar juntos para identificar o que funciona e superar os desafios comuns na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno”.
Muitas mães não sabem, mas a Organização Mundial da Saúde recomenda o aleitamento exclusivo até 06 meses, e a amamentação continuada até os 02 anos de idade, de forma complementar.


Aqui em casa, a amamentação aconteceu até os 02 anos e 03 meses. Não foi fácil, claro! 

O primeiro mês foi (com absoluta certeza) o mais difícil de toda minha vida...ahahah. Matheus não mamou nos dois primeiros dias, e depois quando começou a mamar fez a pega de forma errada. E aí o resultado : machucou meu peito, fissurou, sangrou, tive mastite.. e a cada mamada eu chorava de dor. Não foi nada fácil...depois de quase 30 dias nessa situação, eu cheguei a pensar em desistir sim, pois era muito sofrido!
Mas graças ao apoio que tive de meu esposo, doula e de uma consultora em amamentação, após quase 40 dias meu peito sarou e a amamentação se tornou maravilhosa. Que delícia foi descobrir o prazer de amamentar. Pensava comigo: ainda bem que não desisti.

Quando minha licença maternidade estava para acabar (com 5 meses), tive que fazer todo um planejamento para estocar leite e deixar essas "mamadas" na escolinha do filhote.
Trabalhava em Alphaville e viajava todo dia de fretado. Como conciliar tudo isso? Continuei tirando leite no trabalho, armazenava no congelador e trazia ele congelado para casa em um recipiente refrigerado e adequado (esse assunto merece um post exclusivo haahah). Assim foi por mais 4 meses, quando enfim consegui um acordo com a empresa e parei de trabalhar.



Mulheres, mães! Vocês que querem amamentar, prossigam! Se informem. Busquem apoio. Muitas vezes não temos apoio nem dos nossos mais próximos....nem de nossos pediatras. Mas não desistam. É possível sim. Peçam ajuda. Existem grupos de apoio em algumas cidades. Se fortaleçam fisicamente e emocionalmente. É um período de transformação intensa. Mas te digo que vale a pena.


Superei muitas coisas. Enfrentei muitas outras.

Deixei de ser algumas outras, para doar-me por inteiro a ele. 

Apesar do cansaço...da dor...da solidão pós-parto.

Seu olhar enquanto mamava já me dava um gostinho dessa recompensa.

E assim foi, por 2 anos essa troca de amor. 

Agora ele corre livre por aí, esse laço físico não nos prende mais. Mas quando algo acontece (seja por medo, dor, cansaço, ou puro amor) ele ainda procura meu colo para dividirmos esse momento que é só nosso.



Aqui em Sorocaba, no dia 05 de agosto, às 9h, no Parque Campolim acontecerá "A Hora do Mamaço." Um encontro muito bacana de mães e pessoas que apoiam a amamentação.
O evento está sendo organizado pelo Bem Gerar e Ishtar Sorocaba. 
Programação:
9h - Roda de conversa sobre amamentação com Marie Elias
9h30 às 10h30 - Oficinas com brincadeiras pros pequenos com Aline Bertolli e Sementinhas
10h - Picnic comunitário
10h30 - Roda e foto oficial com muitas mães amamentando!